© 2018 Centro Cultural de Cascais 

fundacaodomluis.org

Av. Rei Humberto II de Italia, 16

2750-800 Cascais

Subscreva a Newsletter

Tel: +351 214815660

Eventos anteriores

Começar p´lo fim

COMEÇAR P´LO FIM


A exposição a apresenta uma linha de investigação em processo, resultante da procura de novas técnicas|métodos
em desenho, iniciada para a instalação in situ " COMO SOMBRAS À SOMBRA ", Matadouro – Funchal 2016.
Descoberta a plasticidade da mortalha de papel – colagem, métrica, volumetria, luz e sombra – segue-se o aleatório da queima. Por mais geométrico que seja o estudo base, o
assombro perante o resultado continua.
Duas vivências sequenciais marcam este processo em investigação : os desenhos suavemente deixados pelas ondas do mar na areia dourada da praia da Ilha do Porto Santo; a violência sufocante do fogo que cercou o Funchal, em 2016.
Sedimentos basálticos desenham na praia a cada onda desfeita, linhas que se aproximam, afastam ou apagam, criando uma sucessão de planos em palimpsesto marítimo.
O fogo em onda calórica consome irregularmente a mortalha até à zona colada, deixando um fino traço de carvão, concluíndo-se assim a junção conceptual dos elementos "primordiais".

Raul Albuquerque

OS FINS E OS COMEÇOS


A transparência do ar,
as palavras fazendo todo o sentido,
o incomensuravelmente simples.
Diante de nós do lado de fora tudo é simples.
A simplicidade é o que queremos,
é tudo o que queremos:
de resto é tudo descontentamento.
Da mortalha que arde à linguagem do mar -
vertigem nos olhos - como se fosse um capricho.
E o que há de mais simples senão a paixão?
Houve um tempo onde tudo ainda era intacto.
Mal o discerníamos fundido às sombras.
O mundo não poderia parecer mais breve
que o fim e o começo.
Começar p'lo fim - o verbo, já perdido,
entre a razão e o instinto.

Event Name

I'm a paragraph. Click here to add your own text and edit me. Let your users get to know you.

Author Name
  • Facebook Social Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon